Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Cinema itinerante vai levar exibições de filmes gratuitas para seis cidades no interior do Acre

_________________Publicidade_________________

O Cine Teatro Recreio inicia um projeto de cinema itinerante a partir desta quinta-feira (7). Na primeira fase, serão atendidas três cidades, sendo elas Assis Brasil, Brasileia e Xapuri. O projeto é financiado pela lei Aldir Blanc e vai levar exibições de filmes, acompanhado de dança, teatro, música, graffiti e fotografia.

Camila Cabeça se apresenta com o Carimbó; Alexandre Anselmo tocará a música brasileira, acreana e de outros países; Jessé Luiz dará de presente um mural a cada uma das cidades do projeto e Danilo de S’Acre vai fazer uma intervenção urbana com uma coleção de fotografias inspiradas na paisagem acreana.

Além disso, cada município receberá um curta-metragem produzido no estado do Acre e um longa-metragem brasileiro para serem exibidos.

Já na segunda fase, o projeto vai visitar, entre 21 e 23 de outubro, Porto Acre, Acrelândia e Senador Guiomard, com outros filmes e artistas acreanos.

Animação Crônicas de Oliver foi idealizada e produzida pelos acreanos Italo Rocha e Marcelo Ziza — Foto: Divulgação

Animação Crônicas de Oliver foi idealizada e produzida pelos acreanos Italo Rocha e Marcelo Ziza — Foto: Divulgação

Os filmes de curta-metragem programados são:

  • Sol de Setembro – de Teddy Falcão
  • Cooperativa Mãos de Mulher – de Elenckey Pimentel
  • As crônicas de Oliver – de Ítalo Rocha e Marcelo Zuza

Os Filmes de Longa-metragem programados são:

  • Pacarrete – de Allan Deberton
  • O Pergaminho Vermelho – de Nelson Botter
  • O Filho do Boi – de Haroldo Borges e Ernesto Molinero

O idealizador e produtor do Cine Teatro Recreio, Marcelo Cordero, diz que a ideia é levar a arte para outras cidades que, muitas vezes, não têm acesso a salas de cinema.

“Vamos levar não só o cinema, mas também outras artes para as cidades. Procuramos bons filmes brasileiros e acreanos que fujam das produções americanas e que sejam amados pelo público”, destacou.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas