Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

“Chiquim do Mercado” foi mais uma vítima da Covid-19

Francisco Maciel da Silva, mais conhecido por Chiquim do Mercado ou Chiquim da Orieta, faleceu na manhã deste sábado,03, após passar dias internado no Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul lutando contra a Covid-19.

Chiquim, era um dos vendedores de produtos regionais mais antigos do Mercado do Agricultor, situado no mesmo prédio do antigo Samambaia.

Em sua página no Facebook, o professor Nilo Castro definiu bem o estilo de vendedor e de ser humano de Francisco Maciel.
“Meu amigo, eu já estava sentindo a sua falta desde que você encerrou temporariamente as atividades de sua mercearia para se recolher e evitar contaminar-se com essa doença que muito nos faz sofrer. Era muito bom ir no seu ponto de venda e comprar aquela farinha de primeira qualidade, os biscoitos, o açúcar gramixó, o alfinin, o feijão, a vassoura… e beber um pouco de sua sabedoria. Ficará uma lacuna impreenchível no mercado da Farinha. Há anos, você procurava prestar sempre o melhor serviço aos seus clientes, uma pessoa incrível, trabalhadora, humana. Você fazia o mundo ser melhor e acredito que esteja contemplando nosso Criador. Eternas saudades”.

Chiquim era pai da advogada Janaira Silva, que enviou ao site Juruaonline, informações e sentimentos familiares à respeito da perda do Patriarca.

“Perder um pai é uma dor sem precedentes, e no calor do momento é até muito difícil escrever e prestar as merecidas homenagens.

Na manhã do dia 03 de Abril de 2021, Cruzeiro do Sul perdeu precocemente aos 65 anos, o Senhor FRANCISCO MACIEL DA SILVA, conhecido como o “Chiquim da Orieta, o Chiquim do Mercado,” deixando com saudades a esposa, filhas, irmãos e demais familiares.

Silva, como também era conhecido, deixou um grande legado por onde passou. Em seu trabalho comunitário, ao servir no exército, pela igreja católica como membro e fiel da Paróquia Nossa Senhora Glória através do ECC, no seu ambiente de trabalho e familiar.

Um homem íntegro, trabalhador e honrado! Trabalhou por mais 40 anos no Mercado do Agricultor onde deixou muitas saudades. Esposo, filho, irmão, pai e amigo dedicado, afetuoso, alegre e bondoso. Uma pessoa de relevantes princípios.

A família enlutada agradece o apoio de todos os familiares e amigos que acompanharam a sua batalha pela vida, que intercederam por sua cura, que foram alicerce em todos os momentos!

Que ele esteja em paz”!

  • 27/04/1955
  • 03/04/2021
  • Juruá Online

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas