25 de maio de 2022   |   04:51  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Chef famoso cozinha de graça para refugiados na Ucrânia

Muitos dos que chegam com fome na cidade de Lviv, no oeste do país, são recebidos com uma boa surpresa por um dos melhores chefs do país.

_________________Publicidade_________________

O Master Chef Klopotenko prepara refeições de graça para refugiados em Lviv, cidade ucraniana próxima à fronteira da Polônia. Basta os clientes pedirem pelo Menu nº 2.

“Se eles estão aqui, precisam se alimentar. E alguns deles não têm dinheiro nenhum”, disse o chef.

Chef Ievgen Klopotenko em frente a seu restaurante em Lviv, na Ucrânia — Foto: Arquivo pessoal/Instagram

Chef Ievgen Klopotenko em frente a seu restaurante em Lviv, na Ucrânia — Foto: Arquivo pessoal/Instagram

O chef Ievgen Klopotenko é uma celebridade e um dos vencedores do Master Chef da Ucrânia. Ele deixou seu restaurante em Kiev após a invasão da Rússia. Como é um homem adulto ele não pode deixar o país e pode vir a ser chamado para servir ao exército.

“O meu mundo é como um mundo cor-de-rosa, com amor e paz – assim é o meu mundo. É por isso que eu penso que se eu pegar numa arma eu serei um dos piores soldados do mundo. Mas se eu pegar a faca e for para a cozinha, posso ser um dos melhores chefs do mundo”, falou Klopotenko.

Chef Ievgen Klopotenko não cobra refeições de refugiados com dificuldades financeiras — Foto: Arquivo pessoal/Instagram

Chef Ievgen Klopotenko não cobra refeições de refugiados com dificuldades financeiras — Foto: Arquivo pessoal/Instagram

Uma refugiada da Zaporizhza, cidade que fica mais próxima da região de conflito, disse que ficou sabendo do chef pelo Facebook:

“Ele está fazendo uma coisa boa, estamos muito gratos a ele. Em tempos tão difíceis, ele fez um cardápio para nós, os refugiados. Estamos muito gratos”, disse.

Os custos são cobertos pelos lucros obtidos com o cardápio regular. Muitos clientes apoiam a causa, como comentou um cliente local:

“A minha esposa conhece o proprietário. Ela ouviu falar dele na TV, me falou sobre isso, e decidimos vir e ver se realmente havia um cardápio gratuito para os refugiados. Queríamos apoiar o restaurante. É saboroso e é um bom projeto”, disse o cliente.

Por Deutsche Welle

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS