18 de maio de 2022   |   23:56  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

CFM pede que proibição da venda de cigarros eletrônicos seja mantida

Conselho Federal de Medicina faz alerta sobre o risco de dependência química e desenvolvimento de doenças cardiovasculares e respiratórias.

_________________Publicidade_________________

O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou nota, nesta segunda-feira (2/5), pedindo que a proibição da venda, importação e propaganda de cigarros eletrônicos seja mantida.

O posicionamento é uma resposta à mobilização de alguns segmentos que pedem mudanças na legislação para conseguir a liberação da comercialização do produto no país.

“O cigarro eletrônico é a porta de entrada para o tabagismo. Estudos já comprovaram os riscos da nicotina para doenças cardiovasculares e respiratórias, dependência química e câncer”, disse o presidente do CFM, José Hiran Gallo, na nota.

O CFM pede que os médicos orientem os pacientes e a população em geral a não utilizarem o dispositivo, informando sobre os efeitos nocivos à saúde.

Neste sentido, o conselho pede ainda que o governo e o Congresso Nacional se comprometam a manter a proibição do uso dos dispositivos eletrônicos em lei, além de reforçar a fiscalização e controle e desenvolver campanhas de esclarecimento sobre os malefícios da prática.

Por Metrópoles

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS