Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Cerca de 300 profissionais da odontologia recebem a 1ª dose da vacina contra a Covid-19 em Rio Branco

Vacinação do grupo ocorre nesta quarta-feira (7) na Escola Marechal Humberto Castelo Branco. Coordenação do PNI informou que estado ainda tem doses para trabalhadores da Saúde. Em Rio Branco, vacinação de primeira dose para idosos está suspensa desde último dia 1º por falta de estoque.

Cerca de 300 profissionais da saúde bucal da iniciativa privada começaram a receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Rio Branco, nesta quarta-feira (7). A aplicação ocorre no pátio da Escola Marechal Humberto Castelo Branco, no bairro Aviário.

Entre os profissionais que estão sendo imunizados estão odontólogos, auxiliares de saúde bucal, técnicos de saúde bucal e técnicos de prótese dentária.

O vereador Rutênio Sá (PP), que faz parte do Programa Saúde na Escola (PSE) e é do mesmo partido do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, foi quem organizou a vacinação da categoria. O parlamentar é cirurgião dentista e também recebeu a vacina.

“Hoje serão vacinados em torno de 300 profissionais da odontologia. Na realidade, seguindo o Plano Nacional de Imunização, primeiramente foram os profissionais da linha de frente, logo após os profissionais que atuam no SUS e agora chegou a vez dos profissionais que trabalham em clínicas particulares. Foi um esforço conjunto, eu venho aqui como profissional da saúde fazer parte dessa vacinação”, disse Sá.

Vacinação do grupo ocorre nesta quarta-feira (7) na Escola Marechal Humberto Castelo Branco — Foto: Ana Paula Xavier/Rede Amazônica

Vacinação do grupo ocorre nesta quarta-feira (7) na Escola Marechal Humberto Castelo Branco — Foto: Ana Paula Xavier/Rede Amazônica

A odontóloga Cláudia Martins falou sobre a importância da vacinação neste momento. “Tem seis anos que trabalho como cirurgiã dentista, a gente está muito feliz com a oportunidade que estão dando de a gente tomar essa vacina. É de grande importância no sentido de estarmos tão próximos do paciente, da boca mesmo do paciente, então, precisamos sim ser vacinados.”

Doses de vacina

À Rede Amazônica, a gerente do núcleo do PNI no Acre, Renata Quiles, informou que ainda tem doses destinadas aos trabalhadores da Saúde no estado, mas que não há mais para idosos receberem a 1º dose. Ela explicou que cada dose vem definida para seu público alvo.

“Todas as primeiras doses dos trabalhadores da Saúde estão sendo realizadas nas unidades em que trabalham, isso atrasa a vacinação. Foi definido um local onde pudesse concentrar (de forma organizada) esse público. Rutenio faz parte do Programa Saúde na Escola. Ele não está organizando como vereador, e sim como funcionário do programa. Ele respeitou os prazos estabelecidos pelo município para a vacinação deste público, não furou fila, e não foi beneficiado por ser vereador”, afirmou Renata.

A coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica de Rio Branco, Socorro Martins, informou que não são os profissionais do município que estão aplicando as doses para os profissionais da odontologia. Segundo ela, também não foi a prefeitura que disponibilizou as doses para a categoria.

“Esse da odontologia foi uma conduta que fizeram direto com o PNI. Eles conseguiram as doses direto com eles, não conosco. Chegaram a me procurar, mas eu disse que não tinha esse quantitativo de doses. Tanto que foi vacinador de lá do PNI, não foi com a gente, assim como está acontecendo com os profissionais da Segurança”, disse a coordenadora.

Socorro afirmou ainda que em Rio Branco estão suspensas as primeiras doses apenas para os idosos por falta de estoque, mas que seguem com a imunização de profissionais de saúde das clínicas particulares. No caso dos idosos, só continuam as aplicações da 2ª dose, conforme data inserida na carteira de vacinação.

Colapso da saúde e vacinação no Acre

O estado passa pelo pior período desde o início da pandemia, há um ano, com a Saúde em colapso. São 365 pessoas internadas, das quais 317 com teste positivo para a Covid-19. Sem leitos de UTI com nove pacientes estão à espera de uma vaga. Seis pacientes foram transferidos para UTI em Manaus e outros para o hospital de Cruzeiro do Sul, no interior do estado.

Nessa terça (6), o  estado confirmou mais de 90 casos de infecção por coronavírus e oito mortes. O número de infectados subiu para 71.420 e o total de mortes agora é de 1.306. Em seis dias de abril já são 44 mortes pela doença.

De acordo com informações disponíveis no Portal de Transparência, o Acre recebeu 132.520 vacinas contra a Covid-19. Até esta quarta (7), foram aplicadas 74.522 doses, sendo 60.870 referentes à primeira dose e 13.652 da segunda dose. Ainda segundo o portal, a capital, Rio Branco, aplicou 35.724 doses e Cruzeiro do Sul, segunda maior cidade do Acre, 9.176 doses. Já no portal da transparência da prefeitura de Rio Branco consta que a capital recebeu um total de 36.639 doses de vacinas e aplicou 34.807 doses

Segundo o governo, o número de doses aplicadas que consta no portal refere-se aos dados já inseridos no sistema do Ministério da Saúde, cujas atualizações são realizadas pelos municípios. Por isso, pode haver atraso nas informações.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas