4 de julho de 2022   |   10:39  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Cenoura, abobrinha e repolho puxam a inflação em fevereiro; veja itens que mais subiram

IPCA registra alta de 1%, o maior patamar para o mês em sete anos; excesso de chuva e estiagem prejudicam produção no campo

_________________Publicidade_________________

Os produtos do campo, principalmente verduras, legumes e frutas, lideraram o avanço de 1,01% da inflação em fevereiro, segundo dados do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgados nesta sexta-feira, 11, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta foi puxada pela cenoura (55,4%), abobrinha (34%) e repolho (27,7%). O grupo de alimentos e bebidas registrou avanço de 1,28% em fevereiro, atrás somente da alta de 5,36% da educação. Somados, os dois segmentos representaram 57% do IPCA do mês passado. “Em fevereiro, o grupo de Alimentação sofreu impactos dos excessos de chuvas e também de estiagens que prejudicaram a produção em diversas regiões de cultivo no Brasil. Destacam-se, em particular, os aumentos nos preços da batata-inglesa (23,49%) e da cenoura (55,41%). No caso da cenoura, as variações foram desde 39,26% em São Paulo até 88,15% em Vitória. Além disso, as frutas subiram 3,55%”, assinala Kislanov.

Já nos últimos 12 meses, o que mais pesou na alta da inflação, de modo geral, foram os combustíveis, que acumulam avanço de 33,33%. Em fevereiro, no entanto, esse item do grupo Transportes (0,46%), teve queda de 0,92%. “O preço da gasolina recuou 0,47%, contribuindo com -0,03 ponto percentual no IPCA de fevereiro. Por outro lado, foram verificadas altas nos preços do óleo diesel (1,65%). Em 12 meses, a gasolina acumula avanço de 32,62% e o diesel, de 40,54%. No mês, o etanol teve a queda mais acentuada, com -5,04% de variação e -0,05 ponto percentual de impacto. Já o gás veicular subiu 2,77%”, afirma Kislanov. Os dados de fevereiro não trazem os efeitos da guerra na Ucrânia na variação de preços. A inflação deve ser pressionada para cima em todo o mundo pela disparada das commodities, principalmente as energéticas e agrícolas.

Os 50 itens que mais subiram em fevereiro, em %

CENOURA55,41 
ABOBRINHA34,05 
REPOLHO25,71
MELANCIA24,00
BATATA-INGLESA23,49
MORANGO18,36
ALFACE18,25
HORTALIÇAS E VERDURAS15,42
COUVE15,06
BRÓCOLIS11,52
TUBÉRCULOS, RAÍZES E LEGUMES11,24
MELÃO10,86
MARACUJÁ10,81
LARANJA-BAÍA9,40
FEIJÃO-MULATINHO9,35
CHEIRO-VERDE8,88
MAÇÃ8,34
PEIXE-TAINHA8,24
ENSINO FUNDAMENTAL8,06
MAMÃO7,78
PRÉ-ESCOLA7,67
ENSINO MÉDIO7,53
CURSO DE IDIOMA7,29
COUVE-FLOR7,19
COENTRO6,83
CURSOS REGULARES6,67
CRECHE6,53
DOCE DE FRUTAS EM PASTA6,51
PERFUME6,17
ENSINO SUPERIOR5,82
EDUCAÇÃO5,61
CURSOS, LEITURA E PAPELARIA5,61
INHAME5,42
PEIXE-CAVALA5,25
MANGA5,12
CURSO PREPARATÓRIO4,99
FEIJÃO-CARIOCA (RAJADO)4,77
CURSO TÉCNICO4,31
AÇAÍ (EMULSÃO)4,27
FEIJÃO-MACÁÇAR (FRADINHO)4,16
REFRIGERADOR4,13
PEPINO4,07
CURSOS DIVERSOS3,91
AUTOESCOLA3,90
TRANSPORTE ESCOLAR3,75
AÇÚCAR DEMERARA3,74
AGASALHO INFANTIL3,74
FRUTAS3,55
CURSO DE INFORMÁTICA3,48
IOGURTE E BEBIDAS LÁCTEAS3,37

Por Jovem Pam

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS