Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Ceferin prevê punições a clubes da Superliga e chama Real, Barcelona e Juventus de “terraplanistas”

_________________Publicidade_________________

Presidente da Uefa divide clubes em três categorias, crê em tratamento mais brando a ingleses e estuda inclusive proibição na próxima Champions League.

Dias depois do fracasso da Superliga europeia, ideia antes comandada por 12 grandes clubes do continente, o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin falou que ainda prevê punições a Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Tottenham, Atlético de Madrid, Barcelona, Real Madrid, Internazionale, Juventus e Milan.

Em entrevista ao jornal inglês “Daily Mail”, o dirigente disse que estuda inclusive uma proibição na próxima temporada da Champions League, mas classifica os clubes em categorias. Para ele, os seis ingleses, por terem liderado o movimento de desistência, devem ser tratados de forma mais branda.

Aleksander Ceferin, presidente da Uefa — Foto: Getty Images

Aleksander Ceferin, presidente da Uefa — Foto: Getty Images

Na segunda prateleira, aparecem Atlético de Madrid, Milan e Internazionale. E os que mais incomodam Ceferin são Real Madrid, Barcelona e Juventus, que ainda acreditam na competição e foram comparados a terraplanistas.

– Vamos ver. Todos têm que ter consequências pelo que fizeram e não podemos fingir que nada aconteceu. Você não pode fazer algo assim e apenas dizer: “Eu fui punido porque todo mundo me odeia”. Eles não têm problemas por causa de ninguém além de si mesmos. Não está tudo bem o que eles fizeram e veremos nos próximos dias o que temos que fazer.

– Mas para mim existe uma clara diferença entre os clubes ingleses e os outros seis. Eles saíram primeiro, admitiram que cometeram um erro. Você tem que ter alguma grandeza para dizer: “Eu estava errado”.Para mim, existem três grupos desses 12. Os seis ingleses, depois os outros três (Atlético, Milan e Inter) e depois os que acham que a Terra é plana e acreditam que a Superliga ainda existe. E há uma grande diferença entre eles. Mas todos serão responsabilizados. De que maneira, veremos.— Aleksander Ceferin

Ceferin ainda elogiou o comportamento dos torcedores ingleses, que fizeram manifestações contra a criação da Superliga.

– Honestamente falando, fiquei completamente impressionado com a reação dos torcedores, de toda a comunidade do futebol e não apenas da comunidade do futebol, eu diria da sociedade. Eu nunca vi isso. A Uefa fez sua parte, os clubes que estiveram conosco fizeram sua parte. E, claro, o governo do Reino Unido também. Mas a maior parte foi feita pelos torcedores.

Torcedores do Chelsea protestaram contra a Superliga em Stamford Bridge — Foto: Marcelo Courrege

Torcedores do Chelsea protestaram contra a Superliga em Stamford Bridge — Foto: Marcelo Courrege

GE

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas