12 de agosto de 2022   |   00:19  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Casos de Covid em crianças aumentam no Acre e Saúde reforça importância da vacinação no público infantil

Foram 1.784 casos confirmados em crianças de 0 a 11 anos que procuraram unidades estaduais de saúde.

_________________Publicidade_________________

A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) fez alerta, nesta quinta-feira (30), para que os pais reforcem a vacinação dos filhos. A preocupação é porque os casos de Covid em crianças voltaram a crescer, assim como tem sido a tendência no estado, já que junho voltou a registrar alta no número de infectados, comparado com maio deste ano.

Na rede pública de saúde do estado, foram confirmados nos últimos seis meses 1.784 casos de Covid em crianças, de 0 a 11 anos, que buscaram atendimento nessas unidades. Esses dados não incluem exames feitos na rede municipal.

LEIA MAIS: 

Devido ao aumento dos casos de Covid em todo o etado, a Sesacre emitiu um alerta para o reforço na vacinação de crianças. O estado tem um público-alvo de 120.654 crianças de 5 a 11 que precisam tomar a dose da vacina contra Covid. 

Deste total vacinado, 48.578 tomara a primeira dose, ou seja, 40,26% do esperado. Outras 16.378 tomaram a segunda dose da vacina, ou seja, 13,57 % do público. 

No site oficial do governo, Renata Quiles, que é coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI), fez um apelo para que os pais não acreditem em fake news e que procurem informações e fontes confiáveis para manter a segurança dos filhos. 

“Mais uma vez estamos vendo nossas crianças doentes, tendo que retornar o uso de máscara, o controle de distanciamento social nas escolas e isso possibilita que as crianças não adquiram imunidade natural, que poderia estar fortalecendo o seu sistema imunológico”, disse. 

Aumento dos casos

Em comparação com maio, foram 894 casos a mais da doença, já que no mês passado foi registrada uma queda significativa, quando fechou o período com 190. Com essa alta, o mês de junho encerrou também com o registro de duas mortes, depois de um período de dois meses sem óbitos. 

“Infelizmente, temos observado o aumento dos números de Covid não só aqui no Acre, mas no Brasil e mundo como um todo. O que estamos acompanhando são novas subvariantes, é a mesma ômicron, mas com a subvariante quatro e cinco e não podemos descartar uma nova onda”, disse a infectologista Cirley Lobato. 

Para a especialista, para conter o avanço da doença, a ajuda da população é crucial, que é quem pode e precisa manter as medidas sanitárias. Se tiver com sintomas gripais, usar máscara, evitar aglomerar, se for a unidade hospitalar sempre usar máscara, segundo defende. 

A infectologista diz ainda que nesse período no Acre, outro problema é que os sintomas da Covid acabam se confundindo com os de gripe que é sazonal, com a chegada do período de seca, aumento das queimadas e com isso de doenças respiratórias. 

“Uma coisa interessante é que não sabemos quem vai evoluir para um quadro grave, sabemos que a vacina mudou a história natural da Covid, então os quadros estão sendo mais leves, como sintomas gripais mesmo. A questão é se você contem o vírus e não toma estas medidas de proteção, mais pessoas vão ser contaminadas e se tem mais pessoas contaminadas, aumenta a probabilidade de casos graves. Então, é manter os cuidados. A cobertura vacinal, a gente observa que terceira e quarta dose está baixa”, acrescenta. 

Cirley afirma que a principal diferença entre os sintomas gripais e de Covid está no período em que elas apresentam agravamento. “Geralmente estes vírus que afetam as vias respiratórias se tiver que complicar é na primeira semana, enquanto a Covid é na segunda semana, que pode ter o quadro mais grave, quando entra na fase inflamatória.” 

O Acre já registrou, durante a pandemia, 126.195 casos da doença. Nesse período, 2.004 mortes foram registradas. No boletim desta quinta, quando foram registrados 427 casos novos, outros 37 estavam em análise. 

Com informações G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS