29 de junho de 2022   |   08:31  |  

booked.net

,

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Caso suspeito de varíola dos macacos no Acre terá resultado de exames em 15 dias

O primeiro caso suspeito de varíola do macaco no estado do Acre foi notificado na segunda-feira, 13.

_________________Publicidade_________________

O primeiro caso suspeito de varíola do macaco no estado do Acre foi notificado na segunda-feira, 13, em um paciente de 30 anos, morador de Rio Branco, que buscou atendimento na rede privada de saúde. O homem está sendo monitorado pela Vigilância Epidemiológica do município e o resultado dos exames deve sair em até 15 dias.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) convocou uma reunião para a próxima semana, a fim de avaliar se o surto de varíola do macaco (monkeypox) representa uma emergência internacional de saúde pública. A doença já foi confirmada em mais de 100 pacientes de 16 países diferentes. Outras dezenas de casos estão sob investigação e novas notificações devem surgir nos próximos dias.

Exame

O que é monkeypox:

Também conhecida como varíola dos macacos, a monkeypox é uma doença viral, com sintomas semelhantes aos da varíola (doença erradicada entre os seres humanos, por meio de campanhas de vacinação). Mesmo sendo comparada à varíola, a monkeypox se apresenta com menor gravidade em casos clínicos.

Apesar de ser bastante debatida atualmente, devido ao registro de surtos em regiões não endêmicas, a mokeypox é uma doença já conhecida há 50 anos. Os primeiros casos foram registrados em países da África Central e Ocidental, regiões próximas a florestas tropicais, onde se encontram os hospedeiros do vírus: roedores e primatas.

Em 2022, países não endêmicos registraram casos de monkeypox e é por isso que as autoridades de saúde estão monitorando a situação.

Prevenção:

A monkeypox é transmitida por meio de contato com sangue, fluidos corporais, lesões de pele ou mucosa de animais infectados. A transmissão de pessoa a pessoa ou transmissão secundária pode ocorrer por contato com secreções respiratórias infectadas, lesões de pele ou com objetos e superfícies contaminadas. Desta forma, a prevenção está associada à higiene pessoal e coletiva.

Sintomas:

O paciente infectado com o vírus leva de 5 a 21 dias para começar a apresentar os sintomas, que são divididos em duas fases: o período febril e o período de erupção cutânea. Ao todo, os sintomas da mokeypox duram, em média, de 2 a 4 semanas.

Entre os dias 0 e 5: o paciente tem febre, dor de cabeça intensa, inchaço dos gânglios linfáticos, dor nas costas, dores musculares e falta de energia. De 1 e 3 dias após o início da febre: neste período começam a aparecem as diferentes fases da erupção cutânea, que começa pelo rosto e se espalha pelo corpo. As erupções evoluem sequencialmente e, dentro de 10 dias, secam e caem.

Onde buscar atendimento:

Os hospitais e unidades de Pronto Atendimento do estado, estão com seus profissionais capacitados para identificar sinais ou possíveis sintomas da doença. Em caso de suspeita procure imediatamente atendimento em alguma dessas unidades de saúde.

Com informaçoes da Agência do Acre

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS