16 de agosto de 2022   |   20:35  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Câncer de laringe: saiba quais são sintomas e como evitar

O hábito de fumar cigarro ou qualquer outro tipo de substância aumenta em 10 vezes o risco de desenvolver câncer de laringe.

_________________Publicidade_________________

O câncer de laringe ocorre predominantemente em homens acima de 40 anos e é um dos mais comuns entre os que atingem a região da cabeça e pescoço. Esse tipo de neoplasia representa cerca de 25% dos tumores malignos que acometem essa área e 2% de todas as doenças malignas.

Localizada no pescoço, acima da abertura da traqueia, a laringe é um órgão responsável por diversas funções no corpo humano. A maioria dos casos de câncer nessa região se desenvolve na glote, parte do órgão responsável por abrigar as cordas vocais.

Os principais fatores que têm relação com o desenvolvimento do câncer de laringe são o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas, especialmente a combinação dos dois.

Fatores de risco

O oncologista clínico Thiago Bueno de Oliveira, presidente do Grupo Brasileiro de Câncer de Cabeça e Pescoço (GBCO), alerta que o fumo de qualquer produto, entre eles cigarro, cachimbo, charuto, narguilé, cigarro de palha e até cigarro eletrônico, aumenta em 10 vezes a chance de desenvolver o câncer de laringe.

Confira outros fatores de risco:

  • Estresse e mau uso da voz;
  • Excesso de gordura corporal;
  • Exposição a alguns produtos químicos como óleo de corte, amianto, poeira de madeira, de couro, de cimento, de cereais, têxtil, formaldeído, sílica, fuligem de carvão, solventes orgânicos e agrotóxicos.

Sintomas e diagnóstico

O paciente pode notar alguns sintomas no decorrer da doença. Entretanto, eles podem variar de acordo com a localização e o estágio do câncer. Os principais sinais são:

  • Rouquidão ou alterações na voz;
  • Dificuldade para engolir alimentos ou sensação de algo preso na garganta;
  • Dor de garganta ou de ouvido persistentes;
  • Caroço no pescoço;
  • Tosse constante;
  • Problemas respiratórios;
  • Perda de peso sem motivos.

Há casos em que os sintomas podem não ter relação com o câncer de laringe. No entanto, é preciso estar atento e consultar um médico especialista para uma avaliação mais precisa. O otorrinolaringologista é o especialistas indicado para uma consulta inicial.

Além do exame clínico, o médico pode solicitar a realização de uma laringoscopia, exame que pode ser feito no consultório. A coleta de fragmentos da lesão, exame chamado de biópsia, é indicada caso haja suspeita da doença, para a confirmação ou não do câncer.

Prevenção

Cerca de 30% dos casos de câncer de laringe poderiam ser evitados com a adoção de algumas medidas. Entre elas estão:

  • Não fumar nenhum produto e evitar o tabagismo passivo;
  • Evitar o consumo excessivo e constante de bebidas alcoólicas;
  • Manter o peso corporal adequado;
  • Cuidar da saúde da voz.

Câncer de laringe tem cura?

Quando diagnosticado na fase inicial, o câncer de laringe tem cura em cerca de 90% dos casos. Mas quando o indivíduo começa a tratar essa doença em uma fase tardia, o tumor pode estar muito grande ou já ter se espelhado pelo corpo, diminuindo as chances de cura.

A maior parte dos pacientes são diagnosticados em uma fase intermediária, quando as chances de cura chegam a 60%. No entanto, segundo os cientistas, quanto antes o tratamento proposto for assertivo e o tumor for localizado, maiores as chances da cura vir em poucos meses.

Via Metrópoles

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS