Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Cameli prestigia sessão solene em homenagem aos 40 anos da União do Vegetal no Acre

_________________Publicidade_________________

Para homenagear os 40 anos de implantação da doutrina religiosa da União do Vegetal (UDV) no Acre, a Assembleia Legislativa realizou, nesta quinta-feira, 20, uma sessão solene em celebração a data. O evento realizado no Núcleo João Lango Moura, em Rio Branco, contou com a participação do governador Gladson Cameli.

Sessão Solene da Assembleia Legislativa homenageou os 40 anos da implantação da União do Vegetal, no Acre. Evento contou com a presença do governador Gladson Cameli. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Em seu discurso, o chefe do Poder Executivo parabenizou a UDV pela trajetória alcançada no Acre, bem como a Aleac pela realização do ato solene. Cameli revelou ainda conhecer o relevante trabalho desenvolvido pela instituição religiosa em prol da população.

“O papel social desempenhado pela União do Vegetal no nosso estado tem sido muito importante. Pude ver com os meus próprios olhos o trabalho realizado no Jordão, Tarauacá, Feijó e em Marechal Thaumaturgo o compromisso da União do Vegetal com a sociedade desses municípios”, afirmou.

Governador Cameli ao lado de Odaíza Chaves e Luís Máximo. O casal foi o responsável por trazer a religião ao Acre. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Já o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Nicolau Júnior, destacou a realização da sessão solene na sede da instituição religiosa e, representando o parlamento acreano, parabenizou a presença da UDV, no Acre, nas últimas quatro décadas.

“É uma satisfação muito grande estar aqui nesta solenidade diretamente da União do Vegetal. Essa instituição tem uma história construída com respeito e muito importante para o nosso estado. Em nome dos 24 deputados do Acre, gostaria de parabenizar essa instituição, que há 40 anos vem prestando excelentes serviços para a sociedade”, disse.

Seguidor da doutrina da União do Vegetal, o primeiro-secretário da Aleac, deputado estadual Luiz Gonzaga, foi o responsável pelo requerimento da sessão solene. Em sua fala, o parlamentar relembrou as dificuldades enfrentadas no início, assim como de sua atuação em prol da UDV.

Esta é a primeira vez que a Aleac realiza uma sessão solene na sede da UDV, no estado. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Fui o responsável por conseguir o primeiro alvará de funcionamento do nosso núcleo e também lutamos pelo título de utilidade pública e pela criação do Dia da Cultura Ayahuasqueira. O trabalho da União do Vegetal tem ajudado muita gente nesse estado”, frisou.

Mário Marques, mestre central da 7ª região, pontuou que a União do Vegetal está presente em todas as unidades da federação e em 10 países. No Acre, a doutrina está presente em todos os municípios. Em seu discurso, o líder religioso ressaltou os principais propósitos da UDV.

“O Centro Beneficente União do Vegetal tem muito a agradecer a sociedade organizada do Acre, principalmente aos poderes constituídos. Temos como principal objetivo trabalhar pelo ser humano, no sentido de auxiliá-lo a desenvolver as virtudes moral, intelectual e espiritual. Com isso, a União do Vegetal entende que está contribuindo na construção de uma sociedade mais justa e mais humana”, comentou.

Histórico da UDV no Acre

A doutrina chegou ao Acre por meio de Luís Máximo e sua esposa, Odaíza Chaves. Juntos, organizaram a atividade religiosa e fundaram o Centro Espírita Beneficente União do Vegetal – Núcleo João Lango Moura, na capital acreana. Atualmente, o local possui 13o membros. São 10 sócios no quadro de mestres, 28 sócios no corpo do conselho, 37 sócios do corpo instrutivo e 55 discípulos pertencentes ao quadro de sócios.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas