Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Câmara Federal debate endurecimento da lei de combate ao fumo

Deputados reúnem membros da sociedade para discutir a questão e a ideia é fechar o cerco aos fumantes no país

_________________Publicidade_________________

A lei de combate ao tabagismo no país será debatida na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (27). Os deputados vão discutir alterações na Lei Antifumo propostas por projeto de lei em tramitação na Comissão.

O texto teve origem no Senado e proíbe qualquer tipo de propaganda de produtos destinados ao fumo, derivados ou não do tabaco. Ficam incluídos na proibição de publicidade a promoção e o patrocínio de qualquer produto tabagista, bem como a exposição de cigarros nos pontos de venda.

O deputado Capitão Fábio Abreu (PL-PI), que propôs o debate, destaca que o tabagismo mata oito milhões de pessoas no mundo e que é fator de risco comum para as principais doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs), as cardiovasculares, respiratórias crônicas, câncer e diabetes. As DCNTs são responsáveis por 70% das mortes no mundo.

O parlamentar destaca que há mais de 30 anos vêm sendo implementadas medidas legislativas, econômicas, educativas e regulatórias que contribuem para a redução do número de fumantes no País, entre elas a proibição de propaganda (exceto exibição em pontos de venda), a proibição de se fumar em espaços fechados de uso coletivo e a política de preços e impostos de tabaco.

“O País registrou queda no percentual de adultos fumantes, passando de 34,8% em 1989 para 12,6% em 2019. No entanto, o tabagismo ainda impõe muitos desafios”, afirmou o deputado para o site de notícias Agencia Câmara.

Abreu explica que o projeto de lei em pauta, além de propor restrições à propaganda desses produtos e ao consumo em veículos na presença de menores de idade, como proíbe aditivos que poderiam favorecer a experimentação por crianças e adolescentes.

Nos debates estarão os seguintes convidados:

– a secretária-executiva da Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco Instituto Nacional do Câncer (Inca), Tânia Cavalcante;
– o consultor Nacional Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS-OMS) Diogo Alves;
– o vice-presidente da Comissão de Combate ao Tabagismo Associação Médica Brasileira (AMB), Ricardo Meirelles;
– a diretora-geral ACT Promoção da Saúde, Paula Johns;
– a coordenadora sênior do Programa de Pesquisas Escola de Saúde Pública da Universidade Johns Hopkins, Grazielle Grillo;
– a consultora e pesquisadora no controle do tabaco Cristina Perez.

O debate será realizado às 16 horas, no plenário 5. O público pode acompanhar o debate e participar da discussão pela internet.

  • Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas