Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Califórnia: Incêndio florestal aumenta 24 vezes em 2 dias; milhares deixam casas

_________________Publicidade_________________

O incêndio florestal Caldor, na Califórnia, cresceu 24 vezes seu tamanho em dois dias, forçando 10.000 moradores deste estado norte-americano a deixarem suas casas.

Alimentado pelo vento e pela seca, o fogo que queima o condado de El Dorado aumentou para 25,3 mil hectares na quarta-feira e está 0% contido, de acordo com Departamento Florestal e de Incêndios da Califórnia (Cal Fire). O incêndio começou no sábado (21) e a causa é desconhecida.

“O problema é que esses incêndios continuam a aumentar”, disse o diretor do Cal Fire, Thom Porter, na quarta-feira (18) em uma entrevista coletiva. “Mas estamos injetando recursos nas comunidades para proteger e reduzir o impacto.”

O fogo se movimenta rapidamente e queima “várias drenagens íngremes com a ajuda de grandes quantidades de vegetação seca”, causando ainda mais retiradas de moradores, disse Cal Fire na quarta-feira.

O clima da Califórnia só piorou as coisas para aqueles que lutam contra os incêndios, bem como para os milhares que foram instruídos a deixar suas casas.

Os grandes incêndios na Califórnia permaneceram ativos na quarta-feira, graças a uma nova área de chamas, disse o meteorologista da CNN Michael Guy. Embora as temperaturas permaneçam mais frias, a área ainda está extremamente seca, já que as condições de seca continuam afetando o estado.

“Quaisquer novas frentes que surgirem aumentarão os ventos na aproximação, o que pode ser um grande problema para os bombeiros”, disse Guy. “Eu diria que é como esperar que um naufrágio aconteça… Você vê isso chegando, e tudo o que você pode fazer é esperar que a catástrofe ocorra sem nada que você possa fazer a respeito.”

Para proteger as pessoas da situação, o número de pessoas que deixaram suas casas no condado de El Dorado saltou para 16.380 na quarta-feira, ante cerca de 6.850 no dia anterior, de acordo com o Gabinete de Serviços de Emergência do Governador.

“Tirar as pessoas do caminho desses incêndios é a melhor maneira de podermos proteger suas comunidades. Precisamos que vocês saiam”, insistiu Porter. “Por favor, preste atenção aos avisos.”

Darby Flynn é um dos milhares a quem foi dito para fugir das chamas, informou a KCRA, afiliada da CNN.

Ela disse à agência de notícias que está “feliz por poder deixar sua casa e não ser pega pelo fogo”.

“Eu meio que peguei algumas coisas e algumas obras de arte importantes que minha mãe pintou para mim e algo que minha tia fez para mim e foi isso”, disse ela à KCRA. “Eu apenas tento lembrar que as coisas são coisas e a maioria delas você pode substituir.”

Enquanto isso, duas pessoas foram transportadas de helicóptero para hospitais depois de ficarem gravemente feridas na área, disse o Cal Fire. Uma pessoa abordou os bombeiros, que tentaram realizar os primeiros socorros antes de a levarem ao hospital. Outra pessoa sofreu ferimentos “graves”.

A avaliação dos danos ainda não começou, pois o incêndio continua dinâmico e complexo, disseram as autoridades. 

Até agora, o incêndio destruiu muitas estruturas e ameaça cerca de 6.000 outras, disseram funcionários da Cal Fire. O incêndio queimou pelo menos uma escola primária no Pioneer Union School District, uma igreja comunitária e uma agência dos correios.

Em Lake County, cerca de 160 quilômetros a noroeste de Sacramento, um novo incêndio destruiu várias casas, disseram as autoridades. O incêndio florestal Cache queimou cerca de 32 hectares e está 20% contido, de acordo com Cal Fire.

“Parece que temos várias dezenas de casas perdidas aqui e um civil ferido até agora”, postou o xerife do condado de Lake, Brian Martin, no Facebook. Ordens de deixar os imóveis foram emitidas para residentes no município.

25.000 bombeiros enfrentam 104 grandes incêndios

Os EUA estão trabalhando para domar 104 grandes incêndios que estão queimando atualmente, principalmente no oeste, onde as condições de seca e os avisos de bandeira vermelha continuam a alimentar as chamas, de acordo com o National Interagency Fire Center.

Notavelmente, o incêndio dlorestal Dixie, o segundo maior da história da Califórnia, não diminuiu, destruindo mais de 24,2 mil hectares em dois dias para um total de 268,1 mil hectares queimados até a quarta-feira (18), de acordo com Cal Fire. O fogo está ativo há mais de um mês e está com contenção de 35%.

“O Dixie Fire é o primeiro incêndio de que temos conhecimento que queimou do lado oeste da montanha e do fundo do vale no lado leste da cordilheira. Não temos nenhum registro de que isso tenha acontecido antes”, disse Porter. “É extremamente resistente ao controle. Embora tenhamos tido alguns sucessos, quando os ventos chegam descobrimos que os incêndios estão ocorrendo em alguns casos a quilômetros de distância do fogo.”

O incêndio florestal Dixie – o maior incêndio ativo dos EUA – destruiu mais de 1.200 estruturas, incluindo 645 residências individuais, disse o Cal Fire. Pelo menos 16.085 estruturas ainda estão ameaçadas pelas chamas. Três socorristas ficaram feridos no combate ao incêndio, de acordo com autoridades.

Enquanto isso, o incêndio Ford Corkscrew, queimando a noroeste de Spokane, Washington, destruiu 5,66 mil hectares na quarta-feira, enquanto a contenção estava em 14%, disseram as autoridades. Os bombeiros fizeram “progresso significativo” na colocação das linhas de contenção e continuarão a fazê-lo, disseram as autoridades.

Em Utah, o incêndio em Parleys Canyon atingiu 80% de contenção na quarta-feira, disseram as autoridades, contra 40% no dia anterior. Mais de 6.000 casas nas comunidades de Summit Park, Pine Brook, Lambs Canyon e Mill Creek foram esvaziadas no fim de semana.

Via – CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas