Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Calegário cobra a Secretaria de Educação pelo atraso dos pagamentos de funcionários terceirizados

Em resposta ao pronunciamento do deputado Antônio Pedro (DEM) na sessão on-line da ALEAC de terça-feira (6) o deputado Fagner Calegário, do PODEMOS, saiu em defesa dos funcionários terceirizados da educação do Estado, que estão com seus salários atrasados por três meses.

Calegário explicou que as empresas não estão fugindo da responsabilidade de pagar os seus trabalhadores. Segundo o parlamentar, a culpa pelo atraso do pagamento seria da Secretaria de Educação, que não efetua o repasse para as empresas desde Janeiro deste ano.

O deputado que é o representante da classe na ALEAC, disse que esteve se reunindo desde o mês passado com a equipe da SEE e com os representantes das empresas para tentar fazer uma articulação visando a solução do problema.

“Nós não podemos culpar as empresas. Nós não podemos apontar o dedo. Temos que ver quais são as empresas que estão com problema e temos que ver aonde a Secretaria está faltando e pecando. ”, afirmou o parlamentar.

O deputado completa dizendo que não se deve generalizar as empresas e que existe erros por parte da Secretaria e que esses equívocos devem ser ajustados.

Calegário que atualmente segue isolado em casa, cumprindo tratamento contra a COVID-19, conclui dizendo que a burocracia é excessiva e que o processo para a tramitação de pagamento é demorado, o que acarreta nos atrasos de pagamento dos últimos meses.

Via-Notícias da Hora

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas