Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Caças dos EUA realizam missão de combate em porta-avião estrangeiro após 75 anos

Jatos F-35B decolaram de porta-aviões britânico HMS Queen Elizabeth em missão contra alvos do Estado Islâmico no Oriente Médio

_________________Publicidade_________________

Os caças do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos a bordo de um porta-aviões britânico realizaram missões de combate no Oriente Médio nesta semana – a primeira vez que aviões de guerra dos EUA entraram em combate de um navio de guerra estrangeiro desde a Segunda Guerra Mundial –, disse o Ministério da Defesa do Reino Unido na terça-feira (22).

As missões contra o Estado Islâmico (EI) também marcaram o primeiro combate do novo porta-aviões britânico HMS Queen Elizabeth, o maior navio que a Marinha Real já colocou no mar e a primeira ação de combate para um porta-aviões britânico em uma década.

O capitão James Blackmore, comandante da asa aérea a bordo do Queen Elizabeth, disse que a última vez que aviões dos EUA realizaram missões de combate de um porta-aviões estrangeiro foi em 1943, quando aeronaves americanas partiram do HMS Victorious da Grã-Bretanha no Pacífico Sul.

Os jatos F-35B dos EUA voaram em uma ação contra o EI acompanhados por aviões de guerra britânicos semelhantes em apoio à Operação Shader do Reino Unido e à Operação Inherent Resolve do Exército dos EUA.

via-CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas