25 de maio de 2022   |   04:24  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Brasil fica no Grupo G e estreia contra a Sérvia na Copa do Mundo de 2022; veja como foi o sorteio

Anfitriã do próximo Mundial, Catar ficou automaticamente no Grupo A

_________________Publicidade_________________

O Brasil já conhece os seus primeiros adversários na luta pelo hexacampeonato mundial. Nesta sexta-feira, a Fifa realizou o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2022 e a seleção brasileira ficou no Grupo G, ao lado de Suíça, Sérvia e outro adversário. A estreia será diante dos sérvios, no dia 24 de novembro. No dia 28, enfrenta os suíços. A Copa do Mundo começa em 21 de novembro.

Por ser a anfitriã do torneio, o Catar ficou automaticamente no Grupo A ao lado de Holanda, Senegal e . Com isso, a abertura da Copa do Mundo será disputada entre os cataris, no dia 21 de novembro, no Estádio de Al-Byat.

Atual campeã do mundo, a França caiu no Grupo D ao lado de Dinamarca, Tunísia. Já a Argentina de Lionel Messi terá a chance de encontrar Robert Lewandowski, já que ficou no Grupo C, com México, Polônia.

Já Portugal de Cristiano, presente no Grupo H, pode enfrentar o Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo. Para isso acontecer, basta que um fique em primeiro e outro em segundo em suas respectivas chaves. É possível também um encontro com Espanha ou Alemanha nas quartas — caso a seleção brasileira se classifique.

  • Grupo A: Catar, Holanda, Senegal e Equador
  • Grupo B: Inglaterra, Estados Unidos, Irã e País de Gales, Escócia ou Ucrânia
  • Grupo C: Argentina, México, Polônia e Arábia Saudita
  • Grupo D: França, Dinamarca, Tunísia e Emirados Árabes, Austrália ou Peru
  • Grupo E: Espanha, Alemanha, Japão e Costa Rica ou Nova Zelândia
  • Grupo F: Bélgica, Croácia, Marrocos e Canadá
  • Grupo G: Brasil, Suíça, Sérvia e Camarões
  • Grupo H: Portugal, Uruguai, Coreia do Sul e Gana
Soccer Football - World Cup - Final Draw - Doha Exhibition & Convention Center, Doha, Qatar - April 1, 2022 FIFA president Gianni Infantino during the draw REUTERS/Carl Recine Foto: CARL RECINE / REUTERS
Soccer Football – World Cup – Final Draw – Doha Exhibition & Convention Center, Doha, Qatar – April 1, 2022 FIFA president Gianni Infantino during the draw REUTERS/Carl Recine Foto: CARL RECINE / REUTERS

Para a seleção das bolinhas, a Fifa escolheu oito craques de várias nacionalidades, que ficarão responsáveis por ajudar na montagem das chaves do Mundial. Um dos integrantes, aliás, foi brasileiro: o ex-lateral-direito Cafu, campeão das Copas do Mundo de 1994 e 2002, que é embaixador do torneio.

Os outros sete foram o alemão Lothar Matthaus, o catari Adel Ahmed Malalla, o iraniano Ali Daei, o sérvio Bora Milutinovic, o nigeriano Jay-Hay Okocha, o argelino Rabah Madjer, e o australiano Tim Cahill. A seleção brasileira esteve representada no sorteio pelo coordenador Juninho Paulista, pelo técnico Tite e também pelo auxiliar Cléber Xavier. 

Todo o sorteio foi baseado na versão mais recente do ranking de seleções da Fifa. O anfitrião Catar foi cabeça de chave do Grupo A e está acompanhado no pote 1 por Brasil, Argentina, Bélgica, Espanha, França, Inglaterra e Portugal.

As seleções foram divididas em quatro potes, cada um com oito equipes, separadas pelo ranking atualizado da Fifa, divulgado na quinta-feira. A única exceção é a equipe do Catar, que sedia o torneio, e foi alocado como cabeça de chave do Grupo A.

Seleções do mesmo continente não podem cair no mesmo grupo, com exceção a países europeus, com o limite de dois por chave. Países que forem classificados da repescagem também não podem estar no mesmo grupo de seleções do seu continente. Ou seja, o Peru, por exemplo, não poderia enfrentar Brasil, Argentina, Equador ou Uruguai.

A competição, que será disputada no Qatar, na Ásia, receberá partidas às 7h, 10h, 12h, 13h e 16h (horários de Brasília). Após a disputa da fase de grupos, os jogos de mata-mata serão disputados somente em dois horários: 12h e 16h (de Brasília).

Esta será a primeira vez na história que a competição está sendo disputada no fim do ano (novembro e dezembro) por conta das condições climáticas do país sede. O forte calor em junho e julho, quando geralmente ocorre a Copa, levou a Fifa a tomar esta decisão.

Com informações O Globo.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS