Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Brasil e Bolívia realizam encontro para debater estratégias de segurança na fronteira

_________________Publicidade_________________

Na manhã desta quinta-feira, 21, o governo do Estado realizou, juntamente com as autoridades bolivianas, o 1° Encontro de Segurança Fronteiriça Brasil/Bolívia no intuito de debater ações efetivas no combate aos crimes de fronteira entre ambos os países.

Segundo o governo, o objetivo do encontro é para avançar nas tratativas de acordo de cooperação entre as partes, buscando a implementação de ações coordenadas das forças policiais que atuam na área de fronteira entre os estados e a Bolívia, no sentido de dar efetividade às ações de combate aos crimes transfronteiriços e o estreitamento das relações institucionais.

Já a Carta de Intenções, assinada no evento, será para promover a articulação dos atores governamentais, no sentido de incentivar e fomentar políticas públicas de segurança, uniformizar entendimentos e ações e fomentar práticas de políticas públicas de segurança, em áreas fronteiriças, para as demais Unidades da Federação.

Eduardo Del Castillo Del Carpio, Ministro de Governo da Bolívia, revelou que o evento é de suma importância para a integração de ambos os países. “Vamos discutir ações a serem realizadas entre ambos os países que visam combater os delitos nas áreas de fronteira”, comentou.

O secretário de Segurança Pública do Acre, coronel Paulo Cézar, destacou que o governo está diante de inimigos que não respeitam as autoridades. “Esse momento é de quebrar paradigmas. Temos que levar esse movimento as onze nações fronteiriças do país”.

O coronel afirmou que o modelo de segurança pública da Bolívia está à frente do governo brasileiro. “Esse encontro é necessário e tenho certeza que vamos aprender bastante e trocar experiência”, disse.

O governador Gladson Cameli (Progressistas) declarou que o Acre detém uma fronteira grande e que precisa criar estratégias que visa fortalecer a segurança de fronteira. “O estado não pode perder essa guerra para o crime organizado. Nossa equipe têm mostrado como se fazer, o melhor é poder unir as instituições. Eu vou passar, mas estou preparando esse estado para as gerações futuras. Eu não tenho o que reclamar do governo federal, algumas coisas eu concordo, outras não”, ressaltou.

A solenidade também serviu para a entrega de viaturas, equipamentos e, por último, a assinatura da carta de intenções e visita às instalações do Centro Integrado de Comando e Controle – CICC. Ao todo, foram entregues 31 viaturas, 13 quadriciclos. “Os investimentos somados são de mais de R$ 10 milhões de reais. O investimento é para garantir a segurança da nossa população. Além disso, serão entregue mais 98 viaturas para as nossas polícias”.

Estiveram presentes na solenidade, Gladson de Lima Cameli, Governador do Estado do Acre, Alfredo de Souza Lima Coelho Carrijo, Secretário de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Antonio Aginaldo de Oliveira, Diretor da Força Nacional de Segurança Pública, Paulo Cézar Rocha dos Santos, Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública do Estado do Acre, Alexandre Bustamante Dos Santos, Secretário de Estado de Segurança Pública do Estado do Mato Grosso, Antônio Carlos Videira, Secretário de Estado de Segurança Pública do Estado do Mato Grosso do Sul e José Hélio Cysneiros Pachá – Cel PMRO – Secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania – Rondônia/RO.

Já a comitiva boliviana contou com a presença Eduardo Del Castillo Del Carpio, Ministro de Governo da Bolívia, Roberto Ríos Sanjinés, Vice Ministro de Segurança Cidadã do Estado Plurinacional da Bolívia e Eva Humerez​​​​, Senadora Nacional do país vizinho.

Via-Ac 24 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas