Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Boca do Acre decreta situação de emergência após aumento do fenômeno ‘terras caídas’

16 famílias ficaram desabrigadas, segundo a Defesa Civil.

A cidade de Boca do Acre, interior do Amazonas, decretou situação de emergência em razão do agravamento do fenômeno “Terras Caídas”, que costuma ocorrer no período de seca dos rios. Segundo o Secretário de Defesa Civil, Jony Noronha, 16 famílias ficaram desabrigadas. O problema afetou a área fluvial do bairro Praia do Gado. O local ficou sem abastecimento de água potável em razão do problema.

O desmoronamento de terras destruiu 16 casas e outras 24 estão em risco eminente. Ao todo, 118 imóveis no perímetro da erosão. O “terras caídas” ocorre quando a água atua sobre as margens dos rios, causando erosão e abrindo extensas “cavernas subterrâneas”, até que uma ruptura provoque a queda do terreno, que é tragado pelas águas.

Boca do Acre ficou completamente inundada por conta das cheias dos rios Acre e Purus que banham a cidade. Cerca de 90% da cidade foi afetada com inundações.

G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas