Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Banco depositou acidentalmente US$ 50 bilhões na conta de família nos EUA

Banco reconheceu erro e estornou o valor; dono da conta disse que não gastaria o dinheiro por questões morais

_________________Publicidade_________________

Por quatro dias, Darren James e sua família foram multibilionários. O corretor de imóveis de Baton Rouge, Louisiana, nos Estados Unidos, e sua esposa estavam fazendo uma verificação de rotina em suas finanças no sábado passado (26), quando perceberam que US$ 50 bilhões haviam sido depositados por engano em sua conta do Chase Bank.

“Isso não é como um erro de um ou dois zeros, é alguém que adormeceu com dedo no teclado”, brincou James. “Eu fiquei animado, com certeza. Realmente surpreso como aquilo apareceu lá e me perguntei se eu tinha um tio rico que tinha me dado o dinheiro.”

Mas, para sua decepção, não foi uma herança – apenas um erro incrivelmente incomum.

O Chase Bank restaurou o saldo correto da conta da família na terça-feira (29), disse James.

“Ainda estamos tentando descobrir o que aconteceu, por que aconteceu, como aconteceu, mas sabemos que não somos os únicos com quem isso aconteceu”, disse ele à CNN. “A preocupação é se minha conta foi comprometida e o banco nem me ligou. Não ouvimos nada de ninguém.”

O Chase Bank reconheceu o erro para a CNN, mas deu um prazo diferente para quando o erro foi corrigido.

“Tivemos uma falha técnica algumas semanas atrás, afetando um número limitado de contas. O problema foi resolvido um dia depois e todas as contas estão mostrando saldos precisos”, disse a porta-voz do Chase Bank, Amy Bonitatibus, à CNN.

Pessoas que gastam dinheiro depositado por engano em suas contas bancárias podem ser obrigadas a devolver os fundos, pagar taxas e até mesmo serem acusadas de crimes. Em 2019, um casal da Pensilvânia enfrentou acusações de roubo após seu banco depositar acidentalmente US$ 120.000 em sua conta, e o casal gastou a maior parte em vez de entrar em contato com o banco, disse a polícia.

Mas James disse que nunca considerou gastar parte do dinheiro.

“Minha bússola moral só vai para um lado e esse é o caminho correto”, disse ele. “Há uma grande diferença entre moralidade e legalidade. Honestidade e bom caráter moral imediatamente entraram em ação, não podemos fazer nada com o dinheiro. Eu não o ganhei, não é nosso para gastá-lo.”

Ainda assim, ele brincou: “A menos que tenha sido um tio rico ou um daqueles e-mails que provavelmente respondi de um príncipe da Arábia Saudita que prometeu me dar US$ 50 bilhões, a história seria diferente.”

James disse que se a família conseguisse ficar com o dinheiro, eles teriam tentado “abençoar” outros necessitados.

Via-CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas