Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Arqueólogos encontram prensas de vinho de mais de 2.700 anos no Iraque; veja FOTOS

_________________Publicidade_________________

Um grupo de exploradores encontrou prensas de vinho de mais de 2.700 anos em um sítio arqueológico do  Iraque, a primeira do tipo nesta região, informaram os especialistas no domingo (24).

Os arqueólogos fazem parte de uma missão conjunta entre instituições da Itália e do Iraque que investigam sítios arqueológicos da época dos reis assírios (por volta de 700 a.C.).

Daniele Bonacossi, um dos pesquisadores italianos do grupo, disse em entrevista à France Presse que a descoberta aponta “proporções industriais” de produção de vinho.

Sítio arqueológico no Iraque onde prensas de vinho de mais de 2.700 anos foram encontradas — Foto: AFP

Sítio arqueológico no Iraque onde prensas de vinho de mais de 2.700 anos foram encontradas — Foto: AFP

Nas proximidades da fábrica de vinhos, os arqueólogos também encontraram um antigo canal de irrigação com nove quilômetros de extensão.

Nas paredes do canal, descobriram “doze baixos-relevos monumentais” com cinco metros de largura e dois de altura, datados da mesma época.

“Cada um deles representa o rei assírio orando diante dos deuses”, explicou Bonacossi.

Baixo relevo da época dos reis assírios é descoberta no Iraque — Foto: AFP

Baixo relevo da época dos reis assírios é descoberta no Iraque — Foto: AFP

“As estátuas são carregadas por animais sagrados”, disse o explorador. “Ishtar, a deusa do amor e da guerra, está em cima de um leão.”

O Iraque representa o berço das civilizações da Suméria, Acádia, Babilônia e Assíria, inventores dos primeiros tipos de escrita e das primeiras cidades.

Imagem de baixo-relevo encontrada em sítio arqueológico do Iraque — Foto: AFP

Imagem de baixo-relevo encontrada em sítio arqueológico do Iraque — Foto: AFP

Fábrica de vinhos de 1.500 anos em Israel

As autoridades israelenses apresentaram,  há duas semanas, os vestígios de um impressionante complexo de produção de vinho da época bizantina, localizado no sul do país, perto da Faixa de Gaza. A fábrica seria a maior de sua época, com uma produção anual de 2 milhões de litros.

Dentro de escavações realizadas em Yavne, uma cidade do sul de Israel que está em plena expansão, os arqueólogos desenterraram, nos últimos dois anos, um vasto local de produção de vinho de 1.500 anos, informou a agência de notícias France Presse.

No local, foram encontradas grandes prensas, milhares de fragmentos de garrafas e locais de armazenamento do vinho.

Israel descobre gigantesca fábrica de produção de vinho de 1.500 anos

Israel descobre gigantesca fábrica de produção de vinho de 1.500 anos.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas