Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Após um ano, menina que teve queimaduras de 3º grau enquanto fazia café no AC faz cirurgia plástica e se recupera em hospital

Cirurgia ocorreu há um mês na Fundhacre e Vitória Eduarda se recupera no Hospital da Criança em Rio Branco.

_________________Publicidade_________________

Depois de mais de um ano de idas e vindas ao hospital para fazer curativos e dar continuidade ao tratamento, a menina Vitória Eduarda da Silva, de 11 anos, comemora o fim de um ciclo, após passar por uma cirurgia plástica para recuperar o braço, pescoço e parte do tórax. Ela sofreu queimaduras de terceiro grau em um acidente doméstico no ano passado e, desde então, começou a saga para fazer o tratamento semanal.

Internada há pouco mais de 40 dias no Hospital da Criança, em Rio Branco, Vitória comemora a cirurgia e não vê a hora de poder voltar para casa. A menina morava com a família na zona rural da capital acreana e a família precisou se mudar para um bairro na cidade para que ela pudesse fazer tratamento.

E assim ela passou o último ano, de muitas viagens a hospitais e unidades de saúde para fazer os curativos e cuidar das feridas. Recentemente, ela precisou ser internada devido a uma infecção e agravamento das feridas. Depois disso, ela finalmente passou pelo procedimento, segundo contou a mãe, Edileuza da Silva.

“Ela estava fazendo os curativos, mas não estava sarando. Então, acharam melhor internar para tomar os antibióticos e fazer a cirurgia plástica. Faz uma mês hoje [terça, 12] que ela refez o tórax, braço e pescoço”, contou a mãe.

A menina sofreu a queimadura enquanto fazia um café e as chamas do fogão subiram e atingiram a camisa que ela usava. As queimaduras ficaram concentradas em parte do pescoço e peito da criança.

No dia Das crianças, mesmo dentro do hospital, Vitória disse estar feliz e que está bem depois de passar pela cirurgia. “Estou bem. Legal [o Dia Das Crianças] ganhei duas bonecas, um bolo, um bocado de coisas.”

Vitória fez 11 anos em maio deste ano e como esses últimos meses ela dividiu seu tempo entre casa e o hospital, ela chegou a ganhar uma festa de aniversário feita depois pelo projeto “Coração Solidário”, que, com a ajuda de vários parceiros e voluntários, conheceu a história dela. A menina ganhou um verdadeiro dia de princesa, foi para o salão, arrumou o cabelo, fez maquiagem e depois cantou os parabéns junto com a família.

Tudo começou quando um profissional da unidade de saúde onde Vitória faz o tratamento se sensibilizou com a história dela e iniciou uma campanha para ajudar a família. Foi então que o projeto resolveu também ajudar e mobilizar ainda mais pessoas. Além da festinha de aniversário, foram arrecadados sacolões, cama e outras doações para a família da menina.

Vitória fez 11 anos em maio deste ano — Foto: Arquivo pessoal

Vitória fez 11 anos em maio deste ano — Foto: Arquivo pessoal

Nova fase

Vitória precisava fazer curativo duas vezes por semana na unidade de saúde, onde fazia o tratamento com placa. Agora, ela e a mãe comemoram a nova etapa.

“Está muito melhor em vista do que estava. Agora estamos esperando, o médico disse que vai esperar mais um pouco para sarar. Esse processo está demorando um pouco porque quando a gente veio para cá a ferida ainda estava muito grande e precisou fazer raspagem para repor a pele dela”, explicou.

A preocupação de Edileuza é quando sair do hospital. Ela afirma que o apartamento onde estava,foi pedido pela dona e ela não sabe para onde vai quando a filha receber alta.

“A minha preocupação é para onde vou com a Vitória porque não vou ter onde morar, não tenho condições de pagar aluguel caro e vivo apenas com o auxílio emergencial”, lamentou.

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas