Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Após título do Flamengo, Gabigol provoca Fluminense: “Jogaram como nunca, perderam como sempre”

_________________Publicidade_________________

Eleito o craque do campeonato, atacante dedica título ao amigo MC Kevin e vibra com a conquista rubro-negra: “Somos o melhor time do Brasil”

Campeão carioca de 2021, o Flamengo teve em Gabigol seu artilheiro na competição. O camisa 9 marcou duas vezes na vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense e foi eleito o craque do torneio, além de figurar na seleção. Em entrevista após o jogo, o atacante destacou hegemonia rubro-negra na competição e provocou o Tricolor.

– Ficou famosa a frase (“outro patamar”), acho que o Bruno foi muito feliz. Creio que a administração do clube vem sendo montada faz anos, faz diferença. São vários fatores que fazem a gente estar acima. Eu falo isso, somos o melhor time do Brasil, mas temos que treinar, correr e dar a vida todos os dias. (…) Só para dar uma provocadinha porque me encheram o saco: jogaram como nunca, perderam como sempre – afirmou à FlaTV.

Gabigol comemora gol na final: atacante foi eleito o craque do Carioca — Foto: André Durão

Gabigol comemora gol na final: atacante foi eleito o craque do Carioca — Foto: André Durão

Gabigol ficou a apenas um gol de alcançar Alef Manga, do Volta Redonda, que terminou como artilheiro do Carioca, com nove gols. Substituído por Rogério Ceni aos 35 minutos do segundo tempo, o atacante vibrou ao lado do treinador no momento do terceiro gol rubro-negro, jogando um copo d’água em Ceni.

– Muita gente diminui estadual, os títulos que o Flamengo ganha. Ganhar o Carioca é difícil, ganhar três seguidos não é para qualquer equipe. Vale a pena comemorar, hoje está liberada a festa. Segue tudo normal no Rio de Janeiro. Jogamos contra uma grande equipe, mas, quando pega o Mengão na final, é embaçado (risos) – disse.

O atacante ainda dedicou o título ao amigo MC Kevin, que morreu no último domingo. Gabigol e o funkeiro trocaram mensagens no último sábado.

– Um pouquinho triste ainda pela morte do Kevin, que era um amigo. Aproveitando a oportunidade, dedico este título para ele, para a família dele. Tinha prometido isso para ele. Eu falei com ele no sábado, falei que ia colocar as músicas dele aqui. Muito triste, ainda sem acreditar no que aconteceu. Dedicar para ele no céu. É uma homenagem para ele – finalizou.

Outras respostas de Gabigol:

Cobranças internas e clima no elenco do Flamengo
– O Flamengo se cobra todos os dias. Na rua, em casa, vendo TV, com os amigos. Vários amigos flamenguistas torcem para que a gente continue. Então eu acho que jogamos em um grande time, moramos em uma grande cidade, jogamos para uma grande torcida. Temos uma grande estrutura e temos que responder dentro de campo, sendo campões.

– Tem que ver o nosso vestiário como é. Por isso o Flamengo está onde está, como diz o Bruno Henrique, em outro patamar. Então é briga, é discussão… No treino é a mesma coisa, às vezes até pior. Todos os dias todos se cobrando, independente da idade, da experiência que já tem. Todo dia isso. Essa briga (discussão com Diego no intervalo) foi das menores. Tem várias no vestiário que são mais calorosas. Então segue o baile. Agora vou tomar um vinhozinho com ele e está tudo certo.

Por: GE

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas