Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Após orientações do TCE, prefeito do Acre revoga lei que aumentou salário de gestores de Porto Walter

_________________Publicidade_________________

Prefeito Cesar Andrade foi orientado pelo TCE a cancelar aumento em cumprimento a lei do governo federal. Ex-prefeito Zezinho Barbary, antes de deixar o mandato, aumentou o salário do prefeito, do vice, secretários e vereadores.

A Prefeitura de Porto Walter, interior do Acre, sancionou uma lei que revoga o aumento salarial do prefeito e do vice, de secretários e vereadores da cidade. A decisão foi tomada após orientações do Tribunal de Contas do Acre (TCE-AC) para o prefeito Cesar Andrade (MDB).

Em dezembro de 2020, como uma das últimas ações da gestão, o ex-prefeito Zezinho Barbary aumentou o próprio salário em mais de 43%. O decreto fixava o valor do salário bruto do prefeito em R$ 12,8 mil, do vice-prefeito em R$ 8,6 mil e dos secretários em R$ 6,4 mil. Antes, os gestores ganhavam R$ 8,4 mil , R$ 5 mil e R$ 4,2 mil, respectivamente.

Contudo, a prefeitura foi orientada pelo TCE-AC a revogar a lei em cumprimento a Lei Complementar 173/2020, aprovada pelo Congresso Federal, que proibiu reajustes até dezembro de 2021 para membros de poder ou de órgão, servidores e empregados públicos e militares.

Com isso, o prefeito Cesar Andrade elaborou um projeto de lei que cancelava o aumento e encaminhou para Câmara de Vereadores dos municípios. Os vereadores aprovaram o PL durante sessão na quinta-feira (13) e o prefeito sancionou nessa sexta (14).

“Pedi para reduzir porque poderia ser notificado pelo Tribunal de Contas pelo decreto do Bolsonaro. Paguei os três meses do ano, mas a partir de agora não vai ser mais pago. Até atrasei minha folha de pagamento. Meu salário é um dos menores do Acre, vou ganhar R$ 7,9 mil, do vice R$ 6,4 mil e dos secretários R$ 4 mil”, confirmou.

Por: G1 ACRE

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas