Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Após erosão no Rio Acre, governo decreta situação de emergência na Capital

Argumento é de que há riscos de desabastecimento do sistema de água para 63% da população

_________________Publicidade_________________

O governador Gladson Cameli (Progressistas) decretou nesta segunda-feira (7) situação de emergência na área onde está localizada a captação de água da Estação de Tratamento (ETA 2), em Rio Branco, após um processo de erosão no Rio Acre ser identificado.

Segundo o governo, há riscos de desabastecimento no sistema de água para 63% da população, o que daria aproximadamente 250 mil pessoas. O problema pode ser agravado pela escassez de chuvas na região até meados de outubro.

“O movimento de massa na área da captação de água da ETA II vem acarretando sérios problemas em todas as estruturas físicas, principalmente na lagoa de decantação, com a presença de fissuras, trincas, rachaduras, desabamento das passarelas de circulação, rompimento da estrutura do extravasor e sinais semelhantes na subestação de energia, gerando insegurança e comprometendo o seu regular funcionamento”.

Há ainda o temor de que a falta de água potável acarrete sérios problemas à saúde pública por conta da pandemia de Covid-19.

via-Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas