Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Após áudio vazado, Paulo Cézar decide tirar férias para diminuir tensão com a PM

_________________Publicidade_________________

Em meio a crise instaurada entre a Secretaria de Segurança Pública e o comando da Polícia Militar, o secretário de segurança, coronel Paulo Cézar, decidiu tirar 10 dias de férias da instituição. O objetivo do afastamento é evitar ainda mais desgaste com o comando dos militares, após áudio vazado do dele fazendo críticas aos oficiais.

Interlocutores Palacianos informaram na noite desta terça-feira (13), que Paulo Cézar não será exonerado, conforme adiantado pelo próprio governador à reportagem, porém, disseram que o período servirá para que o clima tenso seja superado entre as instituições de segurança. “Essas férias estavam programadas já, mas ele resolveu adiantar. Vai ser bom para todo mundo”.

Entenda o caso

A crise instaurada entre a pasta da Secretaria de Segurança Pública (Sejusp) e o Comando da Polícia Militar deve ser apaziguada, com “diálogo”, no entanto, a reunião prevista para hoje, não ocorreu.

O episódio de conflito começou no sábado (10), quando o coronel Paulo Cézar fez sinalizações sobre a existência de um ‘vitimismo’ dentro da Polícia Militar e criticou oficiais da corporação.

Ainda no áudio, Cézar disse que a Polícia Militar mal tem maturidade, ao comentar uma operação.

O comando da Polícia Militar emitiu nota pública repudiando as declarações do secretário.

Ac 24 Horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas