Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Após alerta para 3ª onda de Covid em Rio Branco, prefeito suspende férias, licenças e folgas de profissionais da Saúde

_________________Publicidade_________________

Após alertar que Rio Branco enfrenta a terceira onda de covid-19, além de um surto de gripe, a prefeitura de Rio Branco suspendeu as licenças, folgas ou férias dos profissionais de saúde ou daqueles que desempenhem funções essenciais.

A medida tinha sido anunciada pela secretária de Saúde de rio Branco, Sheila Andrade Vieira nessa quinta-feira (13) e o decreto foi publicado na edição desta sexta (14) do Diário Oficial do Estado.

Foram interrompidas ainda as novas autorizações para concessão de licenças em geral, afastamentos ou férias dos servidores. Além disso, foi determinado o retorno imediato de 100% dos servidores para atendimento à população.

Conforme o decreto, os profissionais de saúde devem se apresentar no prazo de 72 horas nas unidades onde são lotados ou na Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), caso tenham dúvidas sobre sua lotação.

A medida vale enquanto durar situação de emergência, que foi decretada pelo prefeito Tião Bocalom (PP) no último dia 10 de janeiro e que tem validade por 90 dias.

Secretaria de Saúde restringe testes de Covid apenas para sintomáticos  — Foto: Ana Paula Xavier/Rede Amazônica

Secretaria de Saúde restringe testes de Covid apenas para sintomáticos — Foto: Ana Paula Xavier/Rede Amazônica

Medidas adotadas

A secretária de Saúde de Rio Branco, Sheila Andrade Vieira, deu coletiva na manhã dessa quinta-feira (13) para anunciar novas medidas com relação ao combate e prevenção de Covid-19 no município em meio ao aumento dos casos da doença e surto de gripe.

A equipe de saúde se reuniu com o promotor Gláucio Ney Shiroma Oshiro para debater novas medidas e foi decidido:

  • Restringir testes de Covid somente para sintomáticos ;
  • Convocar cerca de 18 médicos que seguem em greve;
  • Suspender férias, licença-prêmio e folgas de todos os servidores da Saúde;
  • Tornar a Unidade Cláudia Vitorino como o segundo ponto de referência para atendimentos de gripe, das 7h às 22h;
  • Intensificar os atendimentos pelo Telessaúde (O atendimento pode ser feito via telefone, ligando para o (68) 3216-2400, de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e aos finais de semana e feriados, das 8h às 17h, ou por chat nas redes sociais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) nesses mesmos horários.

A secretária informou que as decisões foram tomadas em caráter de emergência porque, segundo ela, a capital vem passando por um alto número de casos não só de Covid, mas também de gripe.

Na segunda (10), o prefeito decretou situação de emergência na capital devido ao aumento de casos de gripe e também Covid-19, mesmo sem ter dados exatos sobre esse aumento. O decreto foi publicado na terça (11) no Diário Oficial do estado.

Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), divulgado na quinta-feira (13), Rio Branco tem 39.154 casos confirmados de Covid-19. Ou seja somente Rio Branco concentra 44% dos 89.244 casos confirmados da doença no estado acreanoJá sobre casos de gripe, a secretaria não divulga os dados.

“A partir de amanhã [sexta,14], infelizmente vamos ter que restringir quem vai fazer os testes para Covid, que serão somente as pessoas que tiverem alguns sintomas. Estamos tendo uma procura muito grande, exorbitante. Não estávamos preparados para a terceira onda. Nossos testes estão dentro do quantitativo que dá para atender a população com sintomas, mas se a gente abrir para a população geral nesse momento, nem município, nem Estado, conseguirão atender a população que precisa ser detectada”, destacou.

A secretária destacou ainda que, sob a orientação do promotor e também da procuradoria do município, está documentando tudo para convocar os médicos da rede municipal que estão de greve.

“Vamos convocar, em caráter emergencial e obrigatório, a suspensão de todas as férias e licença- prêmio dos profissionais de saúde. Paralelo a isso, vamos convocar todos os médicos que estão em greve, porque precisamos de todo o nosso contingente. Voltamos à guerra que é essa terceira onda de Covid que está acontecendo no nosso município.”

Questionada se a restrição dos testes não deve gerar subnotificação, a secretária diz que o momento agora é de controle, mas que qualquer cidadão que tenha sintomas vai passar pela testagem. Ela diz ainda que o município já comprou mais testes e depois deve ser liberado novamente para a população geral.

“O que não podemos fazer nesse momento é testar a população geral e isso não é por um período longo, estamos tomando medidas para aquisição de novos testes, assim que nossos testes chegarem abrimos para a população geral novamente.”

Barral y Barral também vacina contra a Covid em Rio Branco — Foto: Murilo Lima/Rede Amazônica Acre

Barral y Barral também vacina contra a Covid em Rio Branco — Foto: Murilo Lima/Rede Amazônica Acre

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas