Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Amigos e familiares dão o último adeus a Aleid Ramid vítima da Covid-19

Na despedida familiares e amigos soltaram balões brancos simbolizando a amizade, o sentimento de dor e o desejo de paz na vida eterna. Sob aplausos o corpo de Aleid Il Ramid Said Neto foi sepultado. Nos solidarizamos com a dor da família do empresário Wellignton e da professora Estela, da esposa Erci e dos irmãos Saulo, Sairo, Júnior e Samir. Siga em paz Aleid.

_________________Publicidade_________________

O sepultamento do empresário Aleid Il Ramid Said Neto, que tinha 40 anos, ocorreu no Cemitério São João Batista na manhã desta quinta-feira (12), depois do velório realizado na Paróquia de Nossa Senhora Aparecida.

Filho do casal Wellington Said e da professora Estela, ele faleceu na manhã da última segunda-feira (09) vítima de complicações do pós-Covid-19.

Retrato do Aleid, querido Pau Velho dos seus amigos: a alegria

Aleid, mais conhecido dos amigos pelo apelido de Pau Velho, era uma pessoa muito alegre, que só tinha amigos. “Meu irmão era uma pessoa muito alegre, que honrou o nome do avô e nesta cidade onde chegar e se falar do Aleid, o pau velho, todo mundo vai dizer que era um cara, uma pessoa que se colocava no lugar do próximo e sofria junto e também se alegrava. Se ele não pudesse ajudar não atrapalhava”, lembra o irmão Saulo.

Neste tempo da pandemia Aleid estava trabalhando com sua empresa numa obra do anel viário do município de Humaitá (AM) e comentou com o irmão que estava com um resfriado e achava que não seria Covid-19 porque estava num acampamento fora da cidade. Teve complicações e quando fez o exame no hospital foi atestado que estava positivo.

O problema maior foi o comprometimento do pulmão e depois de ter testado positivo foi imediatamente foi transferido para Rio Branco com comprometimento do pulmão em 25% para o tratamento. Ele estava bem atendido, fazendo VNI, porém na madrugada, depois de uma piora, foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde foi intubado.

Ainda na UTI ele estava se recuperando, mas com a gravidade de 90% do pulmão comprometido. Os médicos detectaram uma infecção causada por um vírus que o levou a uma pneumonia devido a poeira e frieza do tempo de trabalho em Humaitá.

Mesmo na doença de Aleid a família teve um momento de esperança e felicidade no dia do seu aniversário, dia 1º de agosto, onde puderam entrar na UTI e cantar os parabéns onde sedado ele mostrou que estava ouvindo. “Cantamos os parabéns e ele abriu os olhos. Foi um momento de muita felicidade como outros que ele deu para as nossas vidas”, lembra Saulo.

Aos poucos Aleid venceu o vírus, mas teve outro problema no pulmão, passou por uma cirurgia de sucesso e outra bactéria complicou a situação. “Tudo que foi possível foi feito pelos médicos, mas na segunda-feira ele teve outros problemas, ficou por conta de um milagre de Deus e não resistiu”, lamentou o irmão.

Na despedida familiares e amigos soltaram balões brancos simbolizando a amizade, o sentimento de dor e o desejo de paz na vida eterna. Sob aplausos o corpo de Aleid Il Ramid Said Neto foi sepultado. Nos solidarizamos com a dor da família do empresário Wellignton e da professora Estela, da esposa Erci e dos irmãos Saulo, Sairo, Júnior e Samir. Siga em paz Aleid.

Por Elson Costa

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas