24 de maio de 2022   |   11:35  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Americana cria 50 ratos dentro de casa e ainda dá banho nos pets na pia da cozinha

Criação começou com dois casais de roedores com a intenção de vender os filhotes como animais de estimação.

_________________Publicidade_________________

No fim do ano passado, Michele Raybon, 51 anos, moradora de Palmdale, na Califórnia, fez sucesso no Facebook após postar um vídeo de seus 50 ratos, 25 machos e 25 fêmeas, tomando banho na pia de sua cozinha. A publicação recebeu mais 350 mil visualizações. 

Michele, que atualmente está aposentada, recebeu seus primeiros “bebês”, como ela chama seus pets, em 2018, de um criador no Texas. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, foi a partir da chegada dos ratos-toupeira-pelados, Elvis e Chuck, e dos ratos encapuzados, Lucy e Ethel, que ela começou a criar os animais. 

Quando se mudou para a Califórnia, ela notou que não havia criadores de ratos na região. Por causa disso, a aposentada começou a vender os roedores, mas logo decidiu parar e os manteve como animais de estimação. 

“É por isso que eu tenho tantos, porque eu os criei por temperamento, só para poder vendê-los para outras pessoas que amam ratos”, afirma.  

A aposentada Michele Raybon começou sua criação de ratos com apenas dois casais
Reprodução: Facebook/Michele Tinoyan

Quando Michele recebe visitas, muitas vezes as pessoas ficam chocadas com o número de roedores que encontram, mas ela diz que seus “bebês” as cativam rapidamente e que cada um deles tem sua própria personalidade, sendo alguns mais sociáveis que outros. 

“Todos os meus ratos têm um bom temperamento, então eu apresento alguém a um deles e geralmente eu o conquisto, ou os ratos o conquistam.”

O desejo da americana é mudar a visão negativa que a maioria das pessoas têm relação aos ratos, uma vez que elas acreditam que os roedores são animais sujos e doentes.

“Muitas pessoas mudaram de ideia e surpreendentemente os querem como animais de estimação. Algumas pessoas são muito abertas, mas outras nem tanto”, diz Michele.

Junto com os roedores, ela cria quatro cachorros, três gatos e dois porcos. “Eu amo animais, queria ser veterinária quando crescesse, mas isso nunca aconteceu.”

Por R7 Notícias

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS