Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Amazon pagará até US$1.000 a clientes por itens ‘perigosos’ vendidos em seu site

_________________Publicidade_________________

A Amazon está mudando seu processo de reclamação para devoluções  nos Estados Unidos e pagará aos clientes até US$ 1.000 por produtos vendidos por terceiros que causaram ferimentos ou outros tipos de danos pessoais.

A empresa anunciou na terça-feira que tratará da própria satisfação do cliente e perseguirá as empresas posteriormente se terceiros não responderem ou não estiverem dispostos a compensar reivindicações válidas. A Amazon disse que as mudanças começam em 1º de setembro para todos os produtos vendidos em seu site.

Funciona assim: os clientes podem entrar em contato com o atendimento ao cliente da Amazon e notificarão o vendedor sobre o problema. Se o vendedor não responder, a Amazon disse que “tratará da preocupação imediata do cliente, arcará com os custos e buscará separadamente o vendedor”.

Se o vendedor rejeitar a reclamação, a Amazon disse que pode intervir para ajudar a resolver o problema, pagar até US$ 1.000 sem nenhum custo para o vendedor.

“Esse processo simplificado economizará tempo, dinheiro e esforço para clientes e vendedores”, disse a Amazon sobre sua nova política. Isso representa uma mudança no processo atual de fazer os compradores contatarem os vendedores diretamente sobre os problemas.

Nos últimos anos, vários produtos vendidos na Amazon atraíram a ira dos consumidores. Por exemplo, hoverboards, detectores de monóxido de carbono e coleiras defeituosas vendidas pelo site da empresa causaram problemas. Isso gerou questionamentos sobre se a empresa pode ser responsabilizada por danos causados ??por mercadorias vendidas por terceiros.

A Amazon (AMZN) disse que não é um vendedor, mas apenas um mercado para outros vendedores. “Se você adquire algum dos produtos ou serviços oferecidos por essas empresas ou indivíduos, está comprando diretamente desses terceiros, não da Amazon”, diz a empresa em sua condição de uso.

“A Amazon não assume qualquer responsabilidade ou obrigação pelas ações, produtos e conteúdo de todos esses e de terceiros.”

Agora, para manter alguns clientes satisfeitos e proteger os vendedores de pagar reivindicações inválidas, a Amazon está assumindo parte dessa responsabilidade.

Via-CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas