Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Alysson Bestene deve deixar PP para ser vice de Cameli ou candidato a federal

_________________Publicidade_________________

O tabuleiro das eleições estaduais do ano que vem começa a ser montado e uma das peças deste jogo é o Secretário de Saúde, Alysson Bestene, que não vai ficar fora do pleito eleitoral e deve deixar o Partido Progressistas no intuito de ingressar ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). A informação foi repassada por dirigentes Progressistas, que revelaram o plano montado para que o gestor deixe o partido. O primeiro deles, é fazer do atual gestor da saúde vice na chapa do governador Gladson Cameli.

Porém, para pleitear a vaga, Bestene não precisa apenas ter a confiança de Cameli, mas, precisa também, unir os aliados, com isso, seria inviável uma candidatura majoritária ‘puro sangue’, ou seja, com ambos do mesmo partido. Por essa razão, o gestor da saúde deixaria o PP e entraria do ninho tucano assim que a deputada federal Mara Rocha sair da sigla.

O segundo objetivo traçado para Alysson, é que ele concorra a uma das 8 cadeiras na Câmara Federal. Neste caso, pelo PSDB, Bestene teria maior probabilidade de se tornar deputado federal.

A reportagem procurou Alysson Bestene nesta terça-feira (13) para comentar o assunto, segundo ele, as tratativas ainda não foram iniciadas, contudo, deixou aberta a possibilidade de troca de partido em caso de um grande projeto. “Estou focado na pandemia, mas, em caso de um projeto grande, irei analisar tendo em vista meu grande respeito pelo PSDB no qual, já fui vice na chapa de Tião Bocalom, então candidato ao governo”, declarou.

Aval do governador

Em recente conversa com o governador Gladson Cameli, ele foi direto ao comentar a possibilidade de Alysson integrar à chapa majoritária de 2022. Cameli destacou que o gestor dispõe de sua confiança e lealdade.

Ac 24 Horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas