17 de maio de 2022   |   19:10  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

África do Sul mobiliza 10 mil soldados após tempestade deixar 433 mortos

Inundações prejudicaram 30 mil pessoas e destruíram a região perto de Durban

_________________Publicidade_________________

A Força de Defesa Nacional da África do Sul anunciou na manhã desta 2ª feira (18.abr) que irá mobilizar 10 mil soldados para ajudar na província de KwaZulu Natal (KZN). A região da costa leste foi atingida por uma tempestade que matou mais de 400 pessoas, e causou inundações que destruiram infraestrutura e moradias.

Nomeada de Operação Chariot, a força-tarefa vai mobilizar soldados da ativa e reserva, que devem ajudar na reconstrução da região em torno de Durban, cidade portuária com 3,5 milhões de habitantes.

“O Exército da África do Sul dará apoio como parte da Operação Chariot na construção de acomodações de campo, fornecimento de água doce com seus sistemas de purificação de água e no envio de eletricistas para restabelecer a energia e encanadores para restaurar o abastecimento de água nas áreas afetadas pela as inundações.”

A Força Aérea também vai fornecer ajuda aérea para “auxiliar nos esforços e atividades de gerenciamento de desastres. As atividades podem incluir busca e salvamento, extração, missões de reconhecimento avaliação, transporte de tropas, de equipamentos, de ajuda humanitária, e de mercadorias”.

Os serviços de energia e água estão interrompidos, e as operações em um dos portos mais movimentados do continente africano foram paralisadas. Na noite de sábado (16.abr), o presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, declarou em comunicado oficial que adiou uma visita oficial à Arábia Saudita para focar na crise em seu país.

Por SBT News

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS