20 de maio de 2022   |   16:33  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul passam da Infraero para a VINCI Airports

_________________Publicidade_________________

A VINCI Airports informa que assumiu da Infraero as operações do Aeroporto Internacional de Rio Branco (AC) nessa terça-feira, 25 de janeiro, e que também integrará o Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul (AC) a sua rede de terminais no sábado, 29, por meio do contrato de concessão com duração de 30 anos, assinado com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) após a 6ª rodada de leilões em abril de 2021.

Na primeira quinzena de janeiro, a operadora também iniciou as operações no Aeroporto Internacional de Manaus e ainda há outros quatro terminais na Região Norte – Porto Velho, Boa Vista, Tabatinga e Tefé – que serão incorporados ao portfólio da empresa até o fim de fevereiro de 2022.

Os dois aeroportos do Acre transportaram, ao todo, 413.121 passageiros em 2019, sendo 353.743 em Rio Branco e 59.378 em Cruzeiro do Sul. Com 22 municípios e uma extensão de 152.581 km², área maior do que países como Grécia (131.940 km²) e Portugal (92.391 km²), o estado tem muito a ganhar em mobilidade com a melhoria da infraestrutura aeroportuária em suas duas maiores cidades.

Aeroporto de Rio Branco – Imagem: Google Earth
Aeroporto de Cruzeiro do Sul – Imagem: Google Earth

A operadora afirma que assume a gestão dos dois principais aeroportos do Acre implementando padrões globais de operação, sem perder de vista as particularidades locais. A VINCI Airports aplicará sua expertise no desenvolvimento do tráfego para trazer mais conectividade e estímulo à economia da região. Também haverá investimentos em adaptação de tecnologia e infraestrutura para tornar as operações mais eficientes e seguras e contribuir para melhorar a experiência dos viajantes.

Além de investimentos na infraestrutura operacional, a VINCI Airports irá aplicar o seu plano de ação ambiental em ambos os aeroportos. O objetivo é reduzir as emissões de carbono e aprimorar a gestão de recursos naturais. Os projetos se basearão nas inciativas do Salvador Bahia Airport – que se tornou o aeroporto mais sustentável do Brasil, segundo classificação da ANAC.

Após a conclusão da integração completa dos sete terminais da Região Norte, a VINCI Airports irá operar 53 aeroportos em todo o mundo, sendo oito deles no Brasil. Desse modo, se tornará a concessionária aeroportuária internacional líder no país em número de aeroportos e empregará quase 500 colaboradores no Brasil.

Informações da Assessoria da VINCI Airports

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS

AS ÚLTIMAS

top 10 mais lidas