Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Acre tem mais de 60 mil pessoas com algum tipo de deficiência

_________________Publicidade_________________

Divulgados nesta última semana de agosto pelo IBGE, os resultados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) mostram que podem chegar 64 mil o número de pessoas de 2 anos ou mais de idade com deficiência relacionada a pelo menos uma de suas funções. Esse número representava 7,6% da população de dois anos ou mais de idade. Entre os homens com 2 anos ou mais de idade, o percentual de pessoas com deficiência foi de 7,4% e, entre as mulheres, 7,8%.

Os dados são relativos ao ano de 2019. Em números absolutos, no contingente total de pessoas com deficiência, 34 mil eram mulheres e 30 mil eram homens. Essa diferença pode ser explicada, em parte, pela maior expectativa de vida ao nascer das mulheres do que a dos homens (78,3 anos e 71,6 anos, respectivamente, em 2019).

Entre as pessoas que se declararam da cor preta, 8,6% eram pessoas com deficiência. Esse percentual foi superior aos declarados nas cores parda e branca com percentuais, respectivamente, 7,6% e 7,5%.

Os resultados da PNS de 2019 mostraram diferenças relevantes entre o nível de instrução das pessoas com 18 anos ou mais de idade com deficiência e o das sem deficiência. Enquanto 71,6% da população com deficiência não tinha instrução ou possuía apenas o fundamental incompleto.

No outro extremo da escolarização, uma pessoa sem deficiência tinha mais que o triplo de chances de já ter concluído o nível superior que uma pessoa com deficiência. Com efeito, o percentual da população de 18 anos ou mai com deficiência com nível superior completo foi de 6,6%. Tanto dificuldades específicas para o acesso ao ensino superior, quanto de conclusão do ensino médio devem contribuir para essa diferença.

Em 2019, apenas 13,3% da população com deficiência tinha o ensino médio completo (ou superior incompleto), enquanto o superior completo indicava 6,6%.

Via-Ac 24 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas