Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Acre registrou 17 mortes de crianças e adolescentes de 0 a 19 anos pela covid-19; SBP vê queda nas taxas de internações e óbitos em 2021

Apesar da circulação de outras variantes no País, a Sociedade Brasileira de Pediatria traz um alento em meio ao caos. De acordo com a instituição, o número de internações e óbitos pela covid-19 caiu no primeiro trimestre de 2021, com relação a 2020, no País. Entretanto, os pediatras alertam para o NÃO relaxamento das medidas.

_________________Publicidade_________________

Desde o início da pandemia, cinco bebês perderam a vida para a covid-19 no Acre. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) divulgados ontem (2). A contaminação de recém-nascidos e bebês com menos de 1 ano de idade tem sido uma preocupação constante entre os pediatras.

Mas uma boa notícia vem da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Houve uma redução nas internações de bebês, crianças e adolescentes até os 19 anos, em todo o País em 2021, com relação ao mesmo período de 2020.

O documento assinado pelos médicos pediatras Marco Aurélio Sáfadi, presidente do DC de Infectologia, e Renato de Ávila Kfouri, do DC de Imunizações, o estudo traz esclarecimentos relevantes para a classe médica e a sociedade em geral, no momento em que o aumento da transmissão da doença causa maior preocupação no País.

“Em 2021, até o presente momento, observamos menor proporção de hospitalizações, menor proporção de mortes e menor taxa de letalidade nas crianças e nos adolescentes de zero a 19 anos em comparação ao ano de 2020. A análise das taxas de letalidade entre os hospitalizados por SRAG devida à covid-19 mostrou também menores taxas em 2021 em comparação com 2020. A tendência de redução de letalidade foi uniforme nos diferentes estratos de idade”, diz trecho do documento.

Em 2020, por exemplo, a taxa de letalidade de pessoas de 0 a 19 anos foi de 8,2%. Já em 2021, no primeiro trimestre, caiu para 5,8. Embora haja essa queda de internações e óbitos, o documento alerta para a necessidade de se manter as medidas de distanciamento e de higiene para evitar a contaminação. Os especialistas explicam que a queda não pode ser compreendida como desculpa para relaxamentos, mas sim endurecer os cuidados.

De acordo com o Boletim da Sesacre, desde o início da pandemia 12 crianças e adolescentes com idades de 1 ano a 19 anos morreram vítimas da covid-19.

Via-Notícias da Hora

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas