Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Acre é um dos estados com menor percentual de ocupação de leitos para Covid-19, diz Fiocruz

_________________Publicidade_________________

O Acre está entre os estados com menor percentual de ocupação de leitos para casos de Covid-19, segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A fundação divulgou boletim sobre a tendência de óbito e leitos ocupados nessa terça-feira (27).

Nesta quarta (28), conforme o boletim da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), há 36 pacientes internados com resultados positivos para o novo coronavírus.

O estado tem 176 leitos de enfermaria e 70 de UTI disponíveis para pacientes com Covid-19.

Ainda segundo o levantamento, apenas o Acre, Rondônia, Amazonas, Amapá, Piauí Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo (55%) aparecem fora da zona de alerta, ou seja, estão com menos de 60% dos leitos ocupados.

Na zona de alerta intermediário, entre 60% a 80% de ocupação, aparecem:

  • Roraima (68%)
  • Pará (61%)
  • Tocantins (71%)
  • Maranhão (65%)
  • Paraná (64%)
  • Santa Catarina (64%)
  • Rio Grande do Sul (65%)
  • Mato Grosso do Sul (61%)
  • Mato Grosso (63%)

Na zona de alerta estão Goiás (86%) e Distrito Federal (83%).

Outro boletim da Fiocruz, divulgado no último dia 30, já colocava o Acre entre os quatro estados do país que estavam fora da zona de alerta de ocupação de leitos de UTI.

Nesta quarta (28), o Acre confirmou no boletim 54 novos casos de infecção pelo novo coronavírus e uma morte pela doença no estado. O número de infectados pela Covid-19 chegou a 87.053 e o de mortes subiu para 1.798.

Há 13 exames de RT-PCR aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 83.183 pessoas já receberam alta médica da doença.

O estado tem 41 pacientes internados nos hospitais de referência, dos quais 36 com teste positivo para a Covid-19.

Redução de leitos

Por conta da redução no número de internações e casos positivos, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre) decidiu reduzir de 106 para 70 o número de vagas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) no estado. Ao todo, foram fechados 36 leitos no Pronto Socorro, Hospital de Campanha de Rio Branco e no Hospital de Campanha do Juruá, em Cruzeiro do Sul, interior do estado.

A pasta esclareceu que a redução se deu para acompanhar a taxa de ocupação de leitos, que atualmente está 21,43% de UTI e 11,11% de leitos clínicos.

Antes, o Pronto-Socorro tinha disponível 30 leitos de UTI e o Hospital de Campanha de Rio Branco 50 leitos. Segundo a Sesacre, agora, são 50 leitos de UTI – pactuados no novo plano de contingência – no PS e Hospital de Campanha.

No Hospital Regional do Juruá fecharam seis leitos, reduzindo de 26 para 20 o número de UTIs.

No mês de março, o Acre viveu o pior momento da pandemia, a saúde entrou em colapso e ficou sem leitos de UTI disponíveis para os pacientes. A taxa de ocupação atingiu 100% e o estado precisou transferir pacientes até para o Amazonas.

Um mês antes, em fevereiro, o estado voltou para a bandeira vermelha, de emergência, e precisou fechar novamente as atividades não essenciais para controlar o avanço da doença. Atualmente o estado se encontra na faixa amarela, que é de atenção.

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas