Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Abate de bois cai 23,4% no Acre puxando para cima preço da carne nos açougues

_________________Publicidade_________________

Tabulando dados do IBGE, o Observatório do Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento calcula que o abate de bovinos caiu 23,4% no Acre no 1º trimestre de 2021 na comparação com o mesmo período de 2020.

Os números fazem parte dos resultados da Estatística da Produção Pecuária, do IBGE.

De acordo com os dados, o número de cabeças de bovinos abatidas no trimestre foi de 80.808, praticamente estável em relação ao trimestre anterior (4º trimestre de 2020).

No primeiro trimestre deste ano, do total de bovinos abatidos, o resultado preliminar aponta uma produção de 20 mil toneladas de carcaças, retração de 20,4% em relação ao mesmo trimestre de 2020 e estável em relação ao 1º trimestre de 2021.

O peso médio da carcaça aumentou 4,2% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

Outras informações podem ser encontradas na página do Observatório do Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre no site forumdoacre.org.br/observatorio. Os resultados para o segundo trimestre de 2021 e para as unidades da federação serão divulgados em 10 de setembro de 2021.

ac24horas fez contato com vários envolvidos na questão mas a maioria não quis analisar os dados do Observatório. Para o presidente da Federação da Agricultura do Estado do Acre (Faeac), Assuero Veronez, o abate vem caindo justamente pela baixa oferta de bois. “Pelo desestimulo que houve três quatro anos atrás, houve muito abate de fêmeas, e os bezerros que seriam boi gordo hoje não existem”, disse Veronez.

“Se a gente for verificar, em todos os Estados caiu o abate. Vivem ciclo de baixa oferta para abate e os frigorífico estão tendo dificuldade para manter sua carga operacional”, completou.

E sentenciou: “Exatamente por isso o preço da carne está elevado”.

Via-Ac 24 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas